terça-feira, 15 de novembro de 2016

Reutilizar renovando


 Voa tarde! Uma boa semana a todos que por aqui passam!!


 Hoje resolvi reformular um post de 2011. Cada vez mais na ordem do dia e mais na moda, cada dia mais necessário, reutilizarmos, reciclarmos, reaproveitarmos.
A nossa economia familiar agradece e agradece também o Planeta.


Dentro dos paradigmas que aqui tenho vindo a defender, umas quantas imagens que talvez possam de algum modo sugerir-vos ideias para aproveitar móveis que tenham. Ou mesmo que venham a adquirir em feiras, ou a pessoas amigas que se estejam a desfazer deles.





Um móvel comum, transformado numa peça única.



Belíssimo aproveitamento de quadros, gravuras e espelhos, tudo antigo. Uma decoração única.

   

Olhem só a riqueza deste chão, em cerâmica que lembra os azulejos marroquinos e turcos. Em Portugal também temos esta tradição no Alentejo sul e Algarve... ou não tivéssemos sido invadidos pelos árabes. E a porta em Arte Nova, linda.




Um bom exemplo de como se podem reutilizar móveis.

 
Este restauro mais sofisticado, por mãos hábeis.



Adoro riscas no papel de parede. Sabem que pode ser feito em papel ou com tintas. Com muito cuidado, desenhando as linhas e a eles adicionando fita própria. Deixar secar e fazer o mesmo para a outra cor.
  

Um "psiché" lindo. Recordo que a minha mãe tinha um mas com portinhas e gavetas.Mas também tinha o espelho tripartido.




Uma pequena consola que foi pintada ou lacada em verde pistachio



Linda esta secretária numa cor vibrante, que faz lembrar fruta.





Um armário que pode ser adaptado a um WC, cozinha, corredor, quartos...


Este é apenas a parte de  baixo de um daqueles móveis enormes que enchiam a sala só pela sua presença. Aqui, apenas uma parte, num Hall. Lindo e sofisticado.



Um belo trabalho de arte. Também quero aprender.

    

Esta  é para mim a peça mais linda. Não sei como foi feita a pintura, mas se fosse eu, desenharia em papel, os motivos que queria, recortava com tesoura de bordar (aquelas muito fininhas) e depois de pintar com primário pintava com outra cor à escolha. Em seguida e depois de seco, fazia as pinturas tendo o desenho como base. Depois passaria um verniz mate, acrílico para  o desenho não sair.
Terei de experimentar para vos dizer que está correcto.





Aqui a tinta usada foi bronze. Vejam só, combinado com uma cadeira acrílica, soberbo. E as pinturas no lambrim da parede que foi pintado em chocolate, é feito com stencil.





Aqui não há novo, é tudo antigo !!

A ideia é dar um "ar" diferente a um ou vários móveis que possua e integrá-los na decoração.
Aqui tem exemplos de como reutilizar moveis por vezes com dezenas de anos de existência, mas que são de boa madeira e pintá-los, patiná-los ou apenas colocá-los num novo contexto.  Hoje, como já referi diversas vezes, usam-se as cómodas não apenas nos quartos mas como apoio a uma mesa de refeição, numa área de refeições mesmo na cozinha, no Hall  e até para colocar o lavatório na casa de banho. E são as cómodas, bem como os armários para guardar louça, os que mais se restam a ser remodelados, tal como cadeiras, mesas, secretárias. Se não sabe como mudar o seu móvel, peça sugestões. Há algum tempo atrás travei conhecimento com uma senhora que fez um pequeno curso de restauro e da técnica de guardanapo e hoje tem peças únicas em casa. Bem ao estilo dessa cómoda verde seco, toda pintada, como se fosse um quadro.

Malas, malinhas, malote, tudo serve para mesa de apoio e dá para arrumar aquelas pequenas coisas que não precisam estar sempre à vista. Tudo pintado de branco. Reparem no luxo do trabalhado do edredão, parecem favos. Lindo!



Imagens de Google,  Crown paintings, maisons du monde, Portobello

Sem comentários: