sábado, 29 de agosto de 2015

Mesas de apoio feitas com paletes

A exemplo do post sobre  a mesinha feita com material reciclado de paletes, mais alguns exemplos que talvez  gostem.


http://www.maispaletes.com/




http://sunnyslifeinrehab.blogspot.pt/



http://www.maispaletes.com/


Via   Pinterest.com/





Tanto para ter numa casa de férias, como na casa de jovens em início de vida, ou para pessoas que apenas pretendem viver em absoluta sustentabilidade, estas mesinha são uma óptima opção.
Isto se conseguir um bom preço pelas paletes. Se as for comprar novas e mais os rodízios, vidros e tintas etc. já ficará como uma outra mesa qualquer e até em mais cara do que uma feita, por exemplo da linha Ikea.



Via Pinterest.com/


Acredito que o que mais interessa é mesmo o facto de sermos nós a fazer essa mesa. O prazer que vai ter em ter algo realizado por si.







Muitas ideias, aliás há quem forre paredes com estas madeiras, faça cabeceiras de cama,  bancos, secretárias, camas de baloiço e inúmeras outras coisas. Aliás, é reaproveitando que estamos a contribuir para a sustentabilidade do planeta.






Crédito imagem


Como podem constatar, casa muito bem com elementos muito melhores e diferentes estilos. Além disso é muito mais resistente que muitas mesinhas que se podem comprar pelo mesmo valor.





www.margaretss.com.br/



Aproveito para vos desejar um sábado cheio de pequenas alegrias, afinal elas é que constituem a felicidade.




quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Criar uma mesa de apoio com uma palete


Olá, bom dia.

Que tal a ideia de fazer uma mesinha de apoio com uma palete.
As paletes, têm várias qualidade. Umas muito fracas, não interessa,. Mas há as melhores. Aqui na Europa chamam-se Euro ( de Europa), mais robustas e de madeiras melhores.





Lixe a palete  com lixadora ou lixa, primeiro mais grossa e depois mais fina.

Passe primário e depois de  seco, a cor que escolher.




Depois de pintado e seco, colocar os rodízios.



Mande cortar quatro vidros espelhos  e biselados nas pontas, para  que ninguém se corte.



 E aqui está a bela mesa, que ilumina qualquer lugar, e que qualquer pessoa pode fazer.

 foi executada por :  www.margaretss.com.br/






quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Fazer uma mesinha de computador



Olá amigos.
Quantas vezes está a dar um programa que gostamos e é em família, mas não podemos deixar algo que estamos a acabar e o remédio é colocar o laptop no colo ou no braço do sofá.
Pois então...há muito sigo a Margaret,acho-a  uma pessoa super criativa e por isso resolvi partilhar, a mesinha que tem no blogue dela para quem sabe,  vos entusiasmar e dar a ideia de  fazerem uma igual


O que foi necessário: 
Cano de pvc, joelhos de pvc (sendo que dois joelhos são maiores que os outros)



Fita métrica, serra, tira de couro (queria um peça de ferro em forma de C mas não encontrei  no tamanho), tinta spray e um tampo de madeira.
No meu caso o tampo de madeira foi uma divisória de uma prateleira do meu armário.


Cortei os canos na altura e largura necessária. 58 cm para altura e 30 cm na largura e profundidade. 
Reparem que há um tubo diferente, na altura Margaret enganou-se no corte e teve de substituir o cano por um de papelão.  Deveria ter comprado um tubo com 3,30 metros e comprei com 3 metros, por isso teve de ter um remendo.



Cortar  um tecido um pouco maior do que a tábua de suporte para que possa  virar e agrafar. 


A base ( tubos) foram pintados de  vermelho e colocaram-se os prendedores com tiras de couro bem esticadas e agrafadas. Pode substituir este passo por adquirir abraçafeiras em metal  com o diâmetro do tubo e aparafusar ao tampo. 









A fonte foi aqui : www.margaretss.com.br/

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Kitchens - As cozinhas

Olá, boa semana amigos!!

 Mais um post sobre as cozinhas, um dos lugares que mais adoro na casa, já que adoro cozinhar.
Não só por adorar cozinhar mas também porque o faço com paixão, mas também pelas cores e cheiros, que nos fazem viajar no tempo e recordar as casas dos avós, tios e até doa nossos pais.
Se fecho os meus olhos com força, consigo recordar o cheiro da cozinha da minha avó.
Não gosto de cozinhas ultra modernas porque elas perdem as características do que deve ser uma cozinha, adoro as cozinhas do campo e as rurais, bem vintage. Também não aprecio as cozinhas ultra arrumadas...parecem pedaços de lojas de  exposição de artigos. Gosto de cozinhas vividas, onde se cozinha, se vive, se come.


As ideias e fotos do post da Cin  que digitalizei e fotografei e da House of turquoise.
















Um lugar maior para tomar as refeições,com luz, perto de uma janela e com um banco corrido junto desta.








Gosto da ideia de quadros, espelhos e fotos no espaço da cozinha. Também gosto de um espaço para comer, por mais pequena que seja a cozinha, é bom ter um espacinho para tomar o pequeno almoço sentado.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Muitas ideias para ter a casa organizada

Bom dia,


Não sei como se passa em vossa casa, aqui na minha os espaços e arrumação são sempre ou à justa ou insuficientes. Isso quer dizer que perco muito tempo a organizar e reorganizar os espaços de arrumação embora tenha uma casa grande e com bastantes roupeiros e um closet.

Mas também é verdade que como mãe de uma bela prole, (embora apenas uma ainda esteja  em casa), há muita roupa de casa.
Muita, como vos tenho vindo a mostrar, tenho reaproveitado, especialmente aquela que tinha sido guardada por um ou outro motivo, muitas vezes para recordações.
Dessa tenho feito almofadas, sacos para edredões etc.
Mas falava de arrumação, e do que é preciso fazer para se manter a casa organizada e funcional, fácil de limpar e aspirar.
Quando os meus filhos eram pequenos, não tinham um quarto onde pudessem apenas brincar. Assim,   num dos quartos existia uma varanda, grandinha, que mandei fechar e alcatifar, transformando esse espaço no quartinho de brinquedos.  Eles chamavam ao espaço "Os micas", porque as mais pequeninas em vez de dizerem brincar diziam "micar"...e assim foi baptizado de Micas.

Por isso, muitas vezes tenho escrito da importância de um espaço, que se for apenas uma criança, poderá ser até no quarto, uma das ideias que aqui coloquei há tempos, foram as tendas de índio, ou as tendas de pano, umas até podem ser feitas em casa, ou adaptar uma cama de beliche, só com a parte de cima e fazer a casinha das bonecas, por baixo. Geralmente este espaço é aproveitado para colocar a secretária ou um pequeno sofá, mas podem colocar-se uns cortinados feitos à medida, com tecido sugestivo para brincar e lá dentro montar prateleiras, o fogão, as máquinas e fazer aí a casinha de brincar.
O espaço de brincadeira  fica centrado num sítio, numa determinada área, e os brinquedos não ficam espalhados por toda a parte.
Outra coisa que é muito importante, é habituarem as vossas crianças a arrumar os brinquedos no final da brincadeira. Também já aqui coloquei ideias, com cestos e sacos, onde se guardam os brinquedos.
Os brinquedos espalhados pelo chão representam uma enorme percentagem de probabilidade de haver acidentes e quedas feias e até perigosas, porque se colocarmos o pé sobre um carrinho ou sobre um pequeno brinquedo, podemos cair desamparados para trás.

Mas a arrumação não se pode centrar apenas nas crianças, mas nos livros, nas revistas, nas roupas, nas louças e tantas outras coisas.
Vamos ver ideias.



 Uma das minhas ideias preferidas é esta, uma estrutura metálica, que há em muitos armazéns de coisas para casa, e depois fazer ou mandar fazer uma capa, quando está  tudo arrumado, fecha-se a capa, quando brincam, abre-se tiram-se os cestos onde se guardam livros, brinquedos, carrinhos, Legos, playmobil e tantas outras coisas pequenas, que espalhadas pelo chão são um verdadeiro perigo.




A arrumação numa casa de banho pequena e sem móveis pode também ser ultrapassada. Basta para isso um pouco de criatividade.  Forrar uns painéis de MDF com papel lavável e pregá-los ou pendurar essas estruturas às paredes de azulejos, para não danificar estes. Desse modo quando se fartar, pode sempre variar de papel ou tecido ou apenas pintar. Esta ideia é muito engraçada porque dá para muitas ideias e não apenas para a casa de banho. Sobre essa estrutura de MDF, coloca prateleiras. Isto porque geralmente não gostamos de furar os azulejos, mas se puder e não se incomodar furá-los, sempre com cuidado sabendo antecipadamente onde passam os canos de águas e os tubos que distribuem a electricidade.



Num quarto , podemos fazer uma zona estilo closet, torna mais acolhedor, sem as portas, e depois compomos esse espaço ao nosso gosto. 
Um espelho, quadros, lenços e écharpes, etc. 
Repare que neste foi aproveitada uma viga de construção que tornava a parede mais feia e colocou-se sobre ela papel de parede, assim em vez de ser um acessório feio, tornou-se num elemento de decoração.
Prolongou-se o papel, apenas na parte de baixo, como que a sugerir uma parede que continua, pelo menos "visualmente", transformando-se um canto de um quarto, num closet aberto. É, para mim, uma excelente ideia.


Se não tem possibilidades de comprar caixas e cestos, utilize caixas de frutas, ou cestos que já tenha. Pode forrá-los com tecidos aos bonecos ou pintá-los. Este aqui está em bruto, pessoalmente teria transformado o caixote em algo mais bonito, pelo menos forrando-o como se forram os cestos do pão, com uma forra interior, que depois se vira e tem uns atilhos. Nada mais simples.


Uma bela maneira de ter um espaço de brincar, é ter uma casa de bonecas ou uma tenda, assim eles quando brincam estão apenas num local da casa e não espalham e desarrumam tudo. 
Esta ideia pode ser para o quarto, num sótão, num corredor amplo e que não seja preciso para outras coisas ou mesmo num canto de uma sala bem ampla...assim estão sempre "debaixo de olho"...brincando vigiados!!



Uma cadeira de baloiço, num quarto, é só por si uma mais valia, porque dá para eles brincarem, fingirem que viajam de "balão" de "avião" etc, ou quando a criança é mais velhinha para se sentar e ler histórias...



Uma grande estante de parede, é também uma mais valia, porque num só espaço pode guardar, brinquedos, livros,  pode inclusivamente colocar os sapatos, os ténis, a roupa da ginástica ou do ballet...assim tudo está arrumado,  mas à mão.



Quando os quartos são grandes e onde "moram" mais do que uma criança, esta ideia é soberba. 
Uma das mais fáceis e de melhor sucesso. Era assim que tinha no quarto das minhas filhas. Estantes com brinquedos, cestos, etc. E uma mesa para fazerem a plasticina, para fazerem colares, e pulseiras, com as contas, para fazerem uma paciência e tantas outras coisas. 
Uma das coisas que faz muito bem, é ter uma casa de bonecas. Se puder, comprem em madeira, porque quando eles crescem e já não usam, essa casinha pode transformar-se em muitas coisas, para a sua sala de costura, para colocar recordações, etc.


Quando é só um, não precisa ter tantas estantes e cestos, geralmente um basta.


Uma bela ideia são estes porta tarecos, uns sacos que se penduram e que eles próprios já decoram as paredes. Veja a ideia do cesto para colocar a roupa suja das crianças, para lavar ao final de semana, um pouff e um tapete de trapinho, uma guirlanda eléctrica que alinda o espaço à noite e aí está, um pequeno espaço de brincar e de utilidade. Desse modo, o quarto está sempre arrumado.



Outras ideias de arrumação, aproveitando espaços que não vulgares. Estas estantes são óptimas porque se situam num canto e desse modo, não só aproveitamentos este espaço, como ele fica só por isso, decorado.



Uns painéis para colocar recados, com bolsinhas em pano para guardar cartas e contas etc. São pendurados por fitas e argolinhas e suspensos de um varão de cortinado. Diga lá se não é uma ideia genial?




Prateleiras para guardar colecções, ou recordações. Estas podem estar espalhadas por todas a casa, em espaços que não interfiram nem com a decoração ou com a nossa mobilidade dentro de casa.
Esta ideia, é muito original porque as prateleiras são colocadas sobre uma porta que não tem serventia. Do outro lado está tapada com um móvel e não pode ser usada. Assim, deste lado, colocaram-se prateleira e a solução da porta foi encontrada sem problemas.



Estantes e espaços aproveitados para que tudo esteja arrumado. Painéis de MDF forrados a tecido, pendurados num canto de ma parede com uma estante, servem de Memorandos.


Um roupeiro transformado em closet. Já imaginou, se tem um roupeiro que já não use, coloque-o num sítio onde tenha espaço e transforme-o como este, para ter tudo em ordem em casa.



Um qualquer canto de um corredor, por vezes aqueles espaços horríveis que nem sabemos o que fazer deles, com vigas de construção e sem janelas etc, veja uma ideia para tirar partido desse espaço, Uma tábua suspensa da parede, serve de mesa, aconselho a colocar pelo menos dois pés à frente, porque de outro modo vai vergar com o peso dos braços, mais uma prateleira, pequenos espelhos todos com molduras da mesma cor e um candeeiro de leitura e aqui tem um espaço de arrumação e não só, um aproveitamento de uma espaço feio.



Os porta tarecos podem ser em plástico, em tecido, em retalhos de patchwork, ou em crochet e tricot. Este é lindo.


Outro porta tareco, muito lindo e alegre.



No seu espaço de lavandaria, pode ter uma mesinha de trabalho, e a tábua de engomar, tudo concentrado num espaço. assim se estiver a engomar, a coser ou simplesmente a lavar, estará sempre com a casa arrumada e o seu trabalho até corre melhor. Esse espaço se for grande pode até servir também de área de brincadeira.


Quem tem a sorte de ter um closet deste tamanho, é óptimo porque fica sempre com um espaço organizado e sabe sempre onde tem tudo.
Pessoalmente tenho um, mas tem 3 metros de pé alto, é ao fundo do corredor, e tem duas fiadas de suspensão para cabides, no tecto. E umas prateleiras. Mas tem uma dimensão pequena, uns quatro metros quadrados ou pouco mais. Mesmo assim, da um jeitão.



Os armários também devem ser organizados para melhor funcionarmos em casa.



As estantes para os livros são uma enorme mais valia.
Esta sala com aquela parede forrada a madeira, está extremamente acolhedora.



Um local feio e esconso, foi aproveitado com um armário á medida, para guardar coisas. Veja se esta não é uma ideia fabulosa.


Um grande armário, já feio e sem graça, foi personalizado e transformado. Ficou lindo e muito funcional. Já pensou nesta ideia?



Também a despensa deve estar organizada e funcional. Com tudo à mão e fácil de encontrar.
Roupas de mesa, pratos e mantimentos, tudo arrumado...especialmente as louças que não trazemos todos os dias a uso.



Caixas transparentes e todas empilhadas, se pode arrumar. E fazem parte da decoração.
Desse modo quem precisa de algo, basta olhar para as caixas e saber onde está. Este é um quarto generoso e onde vivem duas crianças, muito funcional e onde se adoptou pelo empilhamento de caixinhas para arrumar tudo. Os roupeiros não têm portas, assim o espaço tem uma vida e cor diferentes.




Em todos os cantos podemos usar a mesma técnica, as prateleiras, para tirar partido desses cantos e arranjar mais espaço de arrumação. Caixas, livros, tudo arrumado. 
Assim sabemos sempre onde estão os papeis, os moldes, as revistas etc.




As estantes nas salas, para guardar livros, revistas, dossiers, lembranças, bibelots, recordações, etc.




Mesmo na cozinha, também podemos ter arrumação, mesmo que não haja armários de parede. Hoje usam-se mais prateleiras do que armários, mas depende do gosto de cada um.




Uma bela sala onde se tira partido de uma parede total para colocar estantes. Linda e espaçosa esta sala, despretensiosa mas muito confortável e ampla.



Numa casa com escada interior, veja a bela maneira de se tirar partido deste espaço, utilizando estantes sobrepostas que usam todo este espaço.





Uma estante não só serva para criar espaço de arrumação, mas pode ser por si só um elemento de divisão de espaços, ou área, criando diferentes ambientes numa sala, ou até dividindo o espaço num estúdio, criando privacidade.




Mais ideias de estantes para casa e de como tirar partido delas. Podem ser suspensas, de chão, e são certamente uma das maiores mais valias de uma casa, porque sem roubar espaço de circulação( especialmente as suspensas na parede), elas comportam imensas coisas.
Salas pequenas ou apartamentos pequenos, as estantes suspensas são a melhor ideia, a não ser que estas sirvam para separara um quarto do resto do espaço.







As estantes servem também para colocar recordações de viagens, de passeios, livros e bibelots, que se misturam com livros, criando uma decoração diferente e mais acolhedora. Desse modo esses pequenos objectos também ficam arrumados.

Hoje foi um longo post, sobre uma coisa com a qual  não sou obsessiva, porque acho que as casas devem ser vividas. Uma casa muito arrumada, dá a sensação que ninguém lá mora. 
Gosto de tudo organizado e arrumado, mas sem exageros, espaços vividos e com cunho pessoal.
Se houver trabalho, brincadeira, ou necessidade de desarrumar, nada que num curto espaço de tempo não seja possível voltar a estar tudo no lugar. Uma passagem de aspirador, uma limpeza de pó e volta tudo a estar impecável. No meu caso, como neste momento trabalho em casa, é impossível ter a casa assim, por isso, aqui e ali, revistas, um livro a ser lido, a cesta do crochet, etc...mas isso é que faz da nossa casa, o nosso lar, não é verdade?


Um dia muito feliz para vocês que me vieram visitar e estão agora a acabar de ler este post. Muita alegria.

Ideias de : Gena Resende, Cristine Martinez, Marie Claire idées, Stadshem, e Home the Ater.