quinta-feira, 23 de junho de 2011

Decoração clássica

Há inúmeras pessoas que decoram a casa uma vez, geralmente em estilo clássico, e essa casa assim fica para sempre.
São móveis que não passam de moda, e que podem ser associados com outros estilos, ou com acessórios de decoração mais modernos. Uma boa maneira de usar estes móveis é precisamente usando acessórios coloridos, cristais e bambus, almofadas e carpetes muito modernas e coloridas, para tirar a monotonia do clássico.
Vejam aqui exemplos da chamada decoração clássica.

As banquetas foram lacadas a marfim e forradas a cor de pêssego/salmão em schantung de seda. Dá de imediato um "ar" mais jovem,  coordenado com o quadro em seda por cima da credencia/secretária.


As cores claras das paredes, um cinza azulado, o sofá muito claro e outros acessórios mais modernos, tornam este ambiente muito mais leve e moderno. Também a ausência de cortinados, muito comum em decorações muito contem+porâneas.

Um bom exemplo de como os acessórios podem dar leveza a ambientes mais clássicos. Um aparador moderno, bem como um tapete moderno, , almofadas, flores coloridas, tornaram este ambiente clássico quase contemporâneo.

Mais um bom exemplo.

Este quarto, pintado em rosa, e com candeeiros de escritório, que  seria impensável combinar com este tipo de decorações.


 de 
Este é de facto um ambiente clássico e apenas o tapete dá um mote um pouco mais moderno.

Clássico absoluto e simétrico. Mas os abajours dos candeeiros dão o toque modernizado.

Clássico reformulado com um móvel lacado em tom beringela, bem como o espelho em forma de sol, mas moderno.

Neste é bem evidente que é o candeeiro de tecto e as velas, bem como a ausência de cortinados,   que dão o toque de modernidade.

Aqui é a mesa do  centro, as almofadas e os abajours que tornam o ambiente mais moderno.

A alcatifa, os tons de azul e o forro das paredes, bem como o candeeiro de leitura, de chão,  trazem um toque mais moderno. Os reposteiros opacos e apenas o tom de azul celeste discordante do todo em beges, demonstram que este ambiente é  muito clássico. 
Cómoda riquíssima bem clássica e com paredes e cortinados em cor champagne. Obras de arte mais contemporâneas para dar o toque de modernidade. De resto é um ambiente muito clássico, com reposteiros opacos.

Um móvel com gavetas em forma de cestinhos feitos de folhas  bananeira seca, dá uma nota de modernidade.

A alvura do dossel, a cadeira de acrílico e os quadros de moldura branca, trazem o ar mais moderno a este quarto.

 Uma cómoda antiga lacada em  azul cinza, uma escada clássica mas pintada de branco, velas, flores e um ar despojado, dá o toque de modernidade.
O chão escuro, bem clássico, mas a mesa e cadeiras foram lacadas a branco mate e dão o toque de modernidade, bem como os móveis encastrados na parede de linhas direitas.

Apenas os abajours dos candeeiros e a ausência de cortinados, muito comum nas decorações ultra modernas, dão o toque mais actual.



Como podem verificar os acessórios são muito importantes para dar modernidade às decorações.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Aprenda a fazer uma patine

Fazer uma patine num móvel, não é um bicho e sete cabeças, no entanto requer muita paciência, muita calma para deixar secar tintas e requer também jeito.
Veja as imagens e veja se era ou não capaz de fazer este trabalho. Vai ver que depois de ver até diz, ah, afinal é mais fácil do que julgava.
O trabalhoso é que tem de se dar muitas voltas à peça, pintar, descascar, lixar, etc.E ter muita paciência como referi, é um trabalho moroso, não se faz numa nem duas horas. Há secagens que têm de se deixar de um dia para o outro. Mas se tiver um móvel que valha a pena, experimente e vai ver que magnifico resultado. Pode fazer a experiência num móvel mais pequeno.

Um móvel como este, patinado, estilo provençal. Por exemplo a mesa e a cadeira também podem ser patinados.


Coisas para aprender a fazer a patine, material, e um objecto de madeira antigo.

Lixar bem e depois limpar, até tirar todo o verniz e a peça ficar lisinha.

Passar a base de pintura, o primário para madeira.

Aqui a peça já tem o primário e já está seca, lixa-se antes de colocar a primeira camada de tinta.


Dar a cor que se quiser, neste caso um cinza antigo, clarinho

lixar bem e tirar excesso de tinta, até a peça ficar lisa, polida.


Dar os relevos com uma cor um pouco mais escura, para fazer sobressair as folhas da peça de madeira.


Com a lixa, tirar pequeninos pedacinhos de tinta, para dar o ar de muito antigo.
Depois desta operação, a peça estará pronta.

Se não gostar de descascar  aqueles pequenos veios de tinta, deixe a peça apenas lacada. Ficará bonita também.
Recorde-se tem de deixar repusar a tinta e deixar secar bem, de outro modo não consegue que o trabalho fique em condições.

Imagens de Vila do Artesão.

Um toldo muito fácil de executar

Veja estas duas imagens que são o bastante para saber fazer um toldo para o jardim.Tem de ter duas paredes ou uma parede e dois postes. Ilhós  grandes, fio de aço, e tecido um pouco maior do que a largura entre as duas paredes ou entre a parede e os dois postes.
Mas veja as imagens, são suficientemente elucidativas.







Como vê, é muito fácil ter um toldo destes no seu jardim.

Bom trabalho!

Ideia original de brincandodecasinha

domingo, 19 de junho de 2011

Autênticas pinturas sobre uma tela

Bom dia!!
Quero mostrar-vos uma pequena parte da obra de um artista que faz quilts como se fossem pinturas sobre tela, algo que possivelmente ninguém se lembrou de fazer, não sei, não sou expert em quilting. As obras que faz, não são baratas, creio que do tamanho de uma cama de casal rondará os cinco mil dólares, mas são absolutamente maravilhosas, e devem dar um trabalhão danado.
O nome é Ian Hundley, transforma mapas geográficos em quilts, autêntica obras de arte, dignas de se verem num qualquer museu. Ian Hundley inspira-se em mapas comuns, topográficos, desde o seu secundário que se sentia apaixonado pelos desenhos e resolveu passá-los para tecidos e fazer os seus famosos quilts.
Simplesmente lindos.
Vejam-no aqui a trabalhar:

http://www.youtube.com/watch?v=GyBH88oFlUU

Ian Hundley is a Brooklyn-based artist who transforms maps into original large-scale quilts. We meet with Ian to discuss his inspirations and capture his process.

Agora vejam as obras de arte:




O que acham? São ou não autênticas telas? Lindas.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Dividir espaços





Faça uma divisória fixa  ou uma espécie de biombo. Veja como através das imagens.

Como vê não é difícil. Precisa madeiras do tamanho que quiser, os metros de corda a multiplicar pela altura e por quantas cordas vai precisar, mais uma bocado para os remates, madeiras para fazer a caixa de remate das cordas e pregar tudo ao tecto e ao chão, com furos de broca e parafusos.

Boa ideia, criativa e, se ao fim de um tempo se fartar, é só desmanchar. Pode fazer com cordão de croché colorido de linha dupla ou tripla, em vez de corda, ou com corda de nylon. Ou ainda,  tiras de tecido florido e alegre, cosido como se fosse um cinto fininho. Terá de fazer tantas voltas, como as tiras que quiser para dividir o espaço.

Boas decorações.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Quartos para sonhar



O quarto é um local onde passamos pelo menos seis a oito horas diárias a dormir, mas também  a arranjar-nos, vestir-nos, a amar, já não falando que muitas pessoas usam o quarto para fazer os seus trabalhos manuais, os mais e menos jovens, até para estudar e  navegar na net, etc. Assim, o quarto tem de ser uma divisão da casa que nos proporcione bem estar, calma, que nos traga alívio do stress e nos faça sonhar. Uma vida sem sonho é, uma vida meio vazia. Podemos amar perdidamente, estar apaixonados pelo nosso trabalho, estar em harmonia com o mundo físico e o mundo social que nos rodeia, no entanto se não tivermos uma pontinha de sonhadores, a vida parece-nos sempre mais cinzenta e sensaborona. Não concordam? Sonhar é preciso! Rir é preciso!
Ontem saiu um estudo da Universidade Fernando Pessoa que diz que os Portugueses riem cada vez menos... pudera!!!
Vamos ver umas imagens que escolhi para me inspirar... quero mudar o meu quarto, e por isso tenho comprado algumas revista e tenho visto  bons sites de decoração. Alguns blogs valem mais do que as "boas" revistas de decoração.
Vejam o que escolhi, para ver se gostam.

















Este quarto é enorme!



Reutilizar coisas dos tempos das avós e dar-lhe outra cara.





Este em Rosa forte  é da Decorati, tudo o resto é do BeachCottage.

Estou irremediávelmente apaixonada por uma quarto destes e a cama que gostaria de comprar para mudar radicalmente o meu quarto, que está comtemporâneo, é uma do Ikea, em ferro branquinha.

Gosto desta, mas como tenho gatos, possivelmente é melhor não...Mas a que adoro mesmo é esta de ferro aqui em baixo. Adoro mesmo. Gostam? Assim arranjada com esta maneira de fazer a cama à sueca, não tem tanta graça. Com belas roupinhas de cama e colchas bonitas mil e uma almofadas, ficará linda. O pior é que para ter a cama... tenho que muda também o resto, que não condiz. Daí que, tenho que pensar muito bem.


Bom dia para vocês que me lêem e boas decorações.