quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Flavio Zaninelli


Amigos e amigas, quem sabe um de vocês me pode esclarecer.

Costumava seguir o blogue de    - http://home-boxer.blogspot.pt/...mas desde 2011 que não tem nenhum post.

Uma ocasião cheguei a trocar mails e até a saber que estava em luta pela vida. Mas nunca mais recebi resposta.

Alguém sabe, seguia ou conhece este Flávio?

Se alguém tiver notícias gostaria que me dissessem.

Obrigada pela vossa atenção!!

Gena

Ideias para estar na moda

Olá meus queridos,

Voltando aos crafts, e reformulando um post de 2011, que estava  muito desactualizado, resolvi aproveitar e eliminei todo o seu conteúdo. Sinceramente já não gostava do post.

Sabiam que descobri numas pesquisas que fiz,  há cada vez mais  homens a recorrer ao crochet e ao  tricot, manufactura de trapinho, tapetes etc, para ganhar dinheiro.


Que maior mudança nos paradigmas sociais querem???

Hoje trago coisas ideias  para nos agasalharmos,  mas também frescas porque afinal eu tenho leitores em várias partes do globo para fazermos para usar ainda este outono ou no inverno logo a seguir. Coisas simples mas que dão imenso jeito. Lindas écharpes, top, golas...Se num lado é  outono, noutros é quase verão, por isso há  que agradar a todos.

Já sabem, estou cada vez mais poupada, a fazer e transformar, por isso  cada vez mais tento fazer coisas, mudar, reciclar, cozinhar. será certamente por aí que poderemos mudar o futuro dos nossos filhos e netos e não gastando desmedidamente, com créditos e mais créditos que tantas vezes  levam anos e anos a serem pagos com juros altíssimos. Por isso acredito que ao fazermos um casaco, uma écharpe, uma manta para a cama, botinhas e gorros para oferecer aos mais pequenos, estamos a poupar e a oferecer amor. Porque o que fazemos tem sempre parte de nós, concordam???

Estas ideias encontrei, vindas de várias proveniências, mas que retirei  no Pinterest e  estão no meu álbum respectivo. Vamos então às ideias:






Lindos!!!!



Adoro.



Túnica linda.




Um vestido simples de fazer.  A parte mais difícil ser+a a parte do ajourado.




Lindo este vestido! Já pensaram que pode ser feito numa só cor, e também um pouco menos decotado? Pode ser vestido de praia, como está na imagem, mas pode ser um vestido para sair, se for confeccionado em fio de seda de uma só cor.


Como mudar uma T-shirt simples.





 E as rendas,  de crochet nunca estiveram tão na moda.





Mais um vestido chique.


E um casaco inspirado no espírito Hippie

 Lindas écharpes e xailes.







Um casaco que dá para uma época especial



Uma túnica simples de fazer .

Espero que gostem das minhas sugestões. Os xailes e écharpes, casacos simples mas muito elegantes, todos os artigos bonitos e nem por isso difíceis de fazer.Espero que vos suscite a vontade de fazer coisas. Por mim, já comecei.

Um abraço e até breve.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Dê vida às paredes da sua casa


Dê vida às paredes da sua casa



Tudo depende das suas ideias de arranjo do interior e da disposição dos móveis, do 
A primeira regra é esta: os quadros não devem ficar demasiado alto. 

Tantos ambientes diferentes, serão certamente  ideais para vos inspirar nas vossas decorações!!
 Utilize uma régua de nível para verificar se o quadro está direito na horizontal. Marque a parede com um lápis nos pontos certos. 

Se os quadros são de tamanhos diferentes o melhor é colocá-los na mesma linha.







Ao colocar os quadros lembre que, tanto a luz do sol como o foco forte da luz  artificial 

ou a radiação do calor do aquecedor, tem influência negativa na durabilidade 

das cores do quadro. O quadro colocado perto da janela pode perder a cor. 

Para neutralizar a influência negativa da luz vale a pena proteger o quadro com o verniz.

tamanho da divisão e da iluminação. Lembre que o quadro sempre mantém 

relação com os demais elementos de decoração!



Qual a melhor altura para colocar o quadro?


Apresentam-se da melhor maneira quando colocados à altura do olhar, quer dizer 
ou menos a 140 cm acima do chão.
Num espaço relativamente pequeno, um quadro grande pode aumentar a sensação de espaço.
Vários quadros mais pequenos colocados verticalmente criam uma sensação de altura. 
Coloque um quadro pequeno próximo de um candeeiro ou peça de mobiliário de modo a 
criar coerência.
Se pendurar vários quadros, observe o aspecto geral. Crie uma composição 
equilibrada relativamente ao tamanho, cor e design.  
Para paredes de pedra: utilize um prego de aço maciço ou uma bucha (depois de fazer um furo) 
para um parafuso ou camarão roscado (ou mais do que um se necessário devido ao 
peso da decoração de parede). Um prego é suficiente para quadros mais leves. Utilize um 
parafuso e uma bucha para decorações de parede grandes e pesadas. 
Se não pretender danificar as suas paredes furando-as: utilize um sistema para 

pendurar quadros! 















Ao pendurar um quadro com arame na parte posterior: certifique-se de que tem 

o comprimento certo. Se a moldura estiver inclinada o arame pode ser 

demasiado longo. Isto também pode acontecer se o arame estiver colocado 

demasiado afastado do centro da moldura.

Para que estes elementos brilhem, estude a melhor forma de os pendurar. 
Se colocados em locais estratégicos, estes podem dar um efeito surpreendente 
ao ambiente. Aqui ficam algumas dicas a ter em conta na hora de decorar 
as paredes.




 Os quadro colocados numa linha , de maneira simétrica e ordenada, produzem no quarto a 

sensação da ordem e harmonia.



Proporção: quadros versus espaço
Para que um quadro fique bem no espaço deverá haver uma boa relação de 
proporcionalidade: espaços grandes, quadros grandes; espaços pequenos, 
quadros pequenos. Consoante a dimensão dos espaços, também poderá optar 
pela composição, através da colocação de vários quadros agrupados. Um quadro 
de grande dimensão tem mais impacto por si só. Os quadros de pequenas 
dimensões são mais propensos a serem apreciados quando estão agrupados, 
pois devido ao conjunto ganham mais protagonismo no ambiente.
A escolha do quadro
Um quadro pode ser o mote para a decoração de um espaço, baseando a 
escolha das restantes peças de decoração nesse mesmo quadro, atribuindo 
coerência ao ambiente criado. Caso contrário, a escolha de um quadro para a 
decoração de um espaço não deverá resumir-se apenas porque se gosta do 
motivo, mas também pela relação deste com a restante decoração, bem 
como as cores e a moldura do mesmo.
Planear a disposição na parede
Para que não faça furos desnecessários, utilize papel recortado no tamanho e 
formato dos quadros que vão ser aplicados, assim poderá fazer o ensaio na parede, 
utilizando bostik ou fita cola. Esta estratégia ajuda no exercício de abstracção sobre 
como ficará o resultado final, bem como experimentar diversas posições dos mesmos.




Disposição na parede
Os quadros ficam com melhor visualização quando são pendurados da linha dos 
olhos para baixo, para que possa ser admirado numa posição natural – o centro 
do quadro deverá ficar compreendido entre 1.60 e 1.70 m. Mas, apesar disso, 
não existem regras para colocar os quadros na parede. Deverá levar-se em 
conta o equilíbrio do ambiente, considerando que o quadro deve 
complementar os elementos que vão ficar ao seu redor. Este pode ser o destaque numa 
parede ou simplesmente ficar próximo de outros objectos de decoração e 
móveis. Ao pendurar quadros a cima de uma peça de mobiliário, como um 
aparador ou um sofá preserve uma distancia de cerca de 20 ou 30 cm entre 
eles. Pois se ficar muito alto perde a relação com o resto da decoração. 
Se ficar muito baixo pode interferir com o uso do mobiliário e poderá 
impossibilitar a visualização correctamente As paredes livres, sem móveis 
encostados ou outros objectos, permitem brincar com a composição de vários 
quadros, podendo fixá-los em alturas diferentes, inclusive próximos ao piso.

O conjunto dos quadros pode ser tratado como um quadro grande, fazendo 

uma composição em forma do rectângulo. Antes de pregar o primeiro prego, 

experimente várias combinações dos quadros juntando-os no chão.







Ao pendurar quadros a cima de uma peça de mobiliário, como um 
aparador ou um sofá preserve uma distancia de cerca de 20 ou 30 cm entre 
eles. Pois se ficar muito alto perde a relação com o resto da decoração. 
Se ficar muito baixo pode interferir com o uso do mobiliário e poderá 
impossibilitar a visualização correctamente As paredes livres, sem móveis 
encostados ou outros objectos, permitem brincar com a composição de vários 
quadros, podendo fixá-los em alturas diferentes, inclusive próximos ao piso.

O conjunto dos quadros pode ser tratado como um quadro grande, fazendo 

uma composição em forma do rectângulo. Antes de pregar o primeiro prego, 

experimente várias combinações dos quadros juntando-os no chão.




Certifique-se de que o centro do quadro está ao nível dos olhos.

Deixe um espaço de cerca de 1 a 12 centímetros entre os quadros. 

Quanto menos quadros pendurar, mais próximo uns dos outros deve colocá-los.  









Boas dicas para mudar a sua casa gastando pouco. Ao mudar os quadros pode também pintar uma parede 

para  que esta dê mais realce à composição dos mesmos, e assim a sua decoração ficar valorizada.



Num dos próximos posts colocarei  pratos e espelhos, como os colocar.


Todas as imagens via Pinterest
Inspiração via Ana Hipólito arquitecta e site da STAS mini rail

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Viver clássico


Viver   clássico ou antigo recuperado! Nada  mais sustentável.

Nestes últimos anos, dadas as crises económicas mundiais, estas  têm levado  a novos conceitos, a repensar melhor o dinheiro e não como até aqui, usar e deitar fora. O planeta não ia aguentar.

Hoje,  os que se preocupam com a sustentabilidade do planeta, vivem de outro modo, onde a reciclagem e o uso de móveis antigos com novas "roupagens", tem vindo a  firmar-se. Em todo o mundo surgiu o gosto pelos objectos reciclados, o vintage e as misturas de estilo, a recuperação e a reconversão de móveis.
Usam-se até madeiras de demolição para fazer móveis novos e até para revestir paredes.





Se quer ter uma casa onde se respira a sustentabilidade, pense em reformar, recuperar e reutilizar  móveis, acessórios, tecidos. Aprenda a fazer os acessórios de decoração. Pratique as artes manuais, recicle, recupere.
Vai ver que vai gostar e se sentirá muito orgulhosa de si mesmo.
Veja os exemplos de ambientes com esse espírito.




Dar uma roupagem nova às molduras pode passar por forrá-las a tecido ou pintar as mesmas.


Um belo exemplo, uma cama antiga, escura que foi recuperada tirando os pés da mesma e opintada de branco mate.



Quem disse que não se pode usar papel de parede na cozinha'?



Móveis antigos, novas utilizações, novos contextos.


E o vintage convive muito bem com linhas direitas. Ganha até algum realce. Repare na pequena banqueta e no espelho. Ficam lindamente.









Bem antiga, foi-lhe dada uma pintura e usou-se o método da patine, para parecer envelhecida.


Tudo se pode reciclar, até as casas.





Ideias de inspiração não faltam.



Mais uma vez foi usada a técnica da pintura imitando o encelhecimento do móvel.






   

 Inúmeras ideias para copiar e imitar. Como vê o azul turquesa claro está na moda. É uma das minhas cores favoritas. Boas decorações.

Imagens de reprodução, via Pinterest, via Micasa, via Casas de Campo, via House of Turquoise, via Coastal Living e via  Better Homes and Gardens.