quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Adoro mansardas e sótãos


Bom dia. Uma feliz quinta-feira. Primeiro dia de outono.




Chegámos ao fim do verão, mas o tempo continua muito agradável. Hoje um pouco mais fresco do que os últimos dias, uns vinte graus Celsius,  corre uma leve brisa mais fresca,  dia de céu azul,  mas toldado por nuvens espessas brancas ou seja, o tempo continua, agradável  mas mais fresco e ainda sem chuva.




Não se esqueça de sorrir e se possível rir muito.
Pela Europa, final de verão, noutros locais início de primavera. É normal, todos vivemos em países e regiões diferentes, uns no hemisfério norte, outros no sul, todos em latitudes e longitudes diferentes. Seriam preciso que nos sobrepuséssemos num mesmo local para estarmos no mesmo lugar.

**.¸¸.*☆*¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**.¸¸.*☆*.¸¸.**

Sabem que continuo a ponderar várias hipóteses. O abandono do blogue, a abertura de outro, ou ficar apenas com a página do Pinterest e no Tumblr, tudo está em aberto e pode ser temporário ou definitivo.
Não aprecio muito o monopólio da Google e as obrigações que temos em ter tudo debaixo do mesmo "motor de  busca" que é em simultâneo uma rede social e uma plataforma...quando decidir,  aqui colocarei a minha decisão. Já vos disse, não é para ter milhões de pessoas a ler e ganhar dinheiro.
Se fosse possível, seria óptimo, mas já me deixei desse objectivo. Neste momento é mesmo comunicar e marcar ideias, as que mais gosto, coisas que me fazem feliz, conseguir ser lida e entendida por várias pessoas, algumas fora dos meus horizontes.
 Talvez um blogue mais pessoal, de maior entrega e que tenha a ver com a minha idade, já que sou uma senhora a caminho de velhota, os problemas inerentes a essas idades, às modas para essas idades, sugestões de saúde, ideias para fazer, como cozinhar, como usar o cabelo, e será no tema " Eu nos sessenta". Se há coisas que não podemos fugir, é a nossa idade. Verdade é que sentimos igual, o bater do coração, as recordações do amor, do que se sentiu, viveu, sofreu, tudo está cá. Mas a nossa duração  é como das pilhas, trazem uma certa duração...se forem poupadas, duram um pouco mais... 【ツ】
Mas ainda não sei em que plataforma.

Hoje, é uma das vantagens das redes sociais, especialmente fora da mais usada, que confesso, não aprecio muito, que é o Facebook.
Não é que não ache que todos têm direito a ter uma conta, eu é que não tenho pachorra e paciência para aturar pessoas que não criam, copiam, copiam frases, copiam o que se  escreve, fotos, tudo, porque como não sabem fazer nada e querem parecer muito espertos, acham que partilhar um "estado de desabafo", uma opinião, não é uma violação de privacidade. E tudo e feito às claras e temos de aturar e aceitar. Por isso cada vez vou menos e não sinto falta alguma.

Como diz uma amiga, já estou noutra... 【ツ】


*♡*.¸¸.*☆*¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*


Entretanto e voltando a um tema que me apaixona, a decoração, não porque eu aprecie a maioria das decorações que por aí vejo, como costumo dizer, sinto-me na  minha idade, muito mais à frente que muitos  bem mais jovens e que decoram como se as casas fossem montras de quinquilharia.
São pessoas que se vê nada fazem em casa e fazem "engolir" aos clientes a sua visão deturpada de uma realidade. Claro que esta é a minha visão, tão poucas vezes entendida.
Decorar uma casa não é cumprir regras, é dar vida a um espaço onde vivem pessoas, todas diferentes e com ideias e conceitos diferentes.

Adoro espaços em casas antigas de preferência com as mansardas ou  sótãos.

Ideias para quem tem a sorte de ter uma casa destas ou e porque não, ideias para renovar e reconstruir, casas com estes espaços. As mansardas ou sótãos.


A ideia  acolhedora que dá madeira.






Maravilhoso.


Não ligo muito ao sítio onde está inserida a casa. desde que seja calma, e acima de tudo adoro luz indirecta.
Dois terços da minha casa, a que vivo neste momento, está virada a nordeste. Tenho uma luz que eu considero fabulosa. Depois dá para uma parte do bairro, sem estrada, havia um terreno seco e cheio de ervas entre os edifícios que, por fazer parte do edifício onde moro, ajardinei.  Só existiam ervas e uma árvore linda, que é uma falsa pimenteira, hoje abro a janela e tenho orgulho.



Ideias maravilhosas para que se sintam inspirados   e todas de diversos sites que estão no Pinterest.com/. 


Tenham um dia feliz e sintam-se inspirados.

Um forte abraço. 

Gena

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Reciclar gavetas e dar-lhes nova vida





 Bom dia!! Continuação de boa semana, que está, não tarda, quase a chegar ao fim.


Mais uma vez voltando ao tema das gavetas. 
Várias são as hipóteses que temos para dar nova vida a gavetas desirmanadas.
As que mais me agradam, sem dúvida, forrar ou pintar, usar como prateleira, numa casa de  banho, num canto de um quarto, numa despensa ou até na cozinha para colocar os vasinhos de cheiros que usamos na comida ( boa maneira de reduzir o sal, já que as plantas temperam sem fazer mal).
E as que se colocam rodízios, um tampo de madeira com dobradiças, ou um pano preso por tachas e servem para guardar, a costura, os sapatos, as coisas  de limpar sapatos,as lãs que estão em stock, os bordados, o tapete que se anda a fazer, as revistas da semana, etc.
Neste post, a minha preferida a de tampo de vidro e que vai ser uma mesa de apoio. 





Um conjunto simples para ter por exemplo numa casinha de campo, ou casa de férias.



Organizar brincos e vernizes. 




Organizar bijutaria....reparem que os suportes são carrinhos de linhas vazios.


Uma ideia genial para quem tem crianças pequenas ou muitos gatos....se o candeeiro cair, este não quebra...
❀◕ ‿ ◕❀ 


Duas colocadas sobre um suporte de madeira, ao qual  de colocaram pernas  de palito ( há casas que vendem já prontas), e eis uma mesa de apoio para colocar ao lado dos sofás.


Os pés compram-se em lojas de marcenaria ou armazéns de bricolage. 
O tampo, manda-se cortar à medida. Lá dentro coloca por exemplo os comando, os óculos de leitura, etc.


A minha ideia preferida de hoje. Rodas com travão ( vendem-se em vários sítios, um deles o Ikea). Mandou-se cortar um vidro a medida, burilado, para que ninguém se corte.


Ideias não faltam e todos os dias aparecem novas. Esta banqueta, fica bem em qualquer quarto ou entrada.



Caminhas de cães ou gatos. Cães pequeninos ou gatinhos, adoram caixas. Boa maneira de reutilizar.


Tenho um móvel que está assim...prefiro não dizer a marca. Ficou apenas a gaveta de cima. (*.*)








Cabideiros originais. ❀◕ ‿ ◕❀ 



Em vez de deitar fora, promova a diferença e faça algo diferente e criativo.



E até casinha de bonecas...❀◕ ‿ ◕❀ 



Ideias todas de vários sites, infelizmente sem crédito, mas por acaso verifiquei e estão todos no Picasa e no Pinterest. 

Espero que gostem das ideias. Abraço e boa continuação de semana. 


sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Isto de se trabalhar em casa e se deixar ir por pequenos nadas...é um desatino.


Bom dia, uma feliz sexta-feira !! ❀◕ ‿ ◕❀  





Poderia vir aqui todos os dias e até mais de uma vez. Tenho sempre assunto e tenho sempre vários posts em rascunho.
Mas nem sempre apetece, ou se apetece, há outras prioridades. Na verdade, a rotina nem todos os dias é a mesma, é um pouco de exagero. Até porque diga-se em abono da verdade que, nem todos os dias estou sozinha, vazia de presenças humanas ao meu redor. Há dias que os momentos de solidão são muito tardios e depois já só quero  ler jornais, ler um livro tratar dos meus afazeres e os blogues ficam para trás.

Se me deixo levar pela " ambiance" que me rodeia...perco-me logo pela manhã, bem cedo...a regar as plantas, a dar de comer aos gatos, a abrir janelas e olhar para fora...a dar de comer ao peixe ( o solitário cascudo, único habitante de um aquário de 200 litros... ), depois são as notícias, o catálogo que chegou pelo correio, as revistas ( e não consigo deixar de comprar, apesar de ter centenas parecidas...), depois o ritual do café, arejar a cama, tirar a foto do dia e quando dou por isso, é quase meio dia. E estou pior!!
  

E assim se esvai  meio dia, acordada cedo, com o sol brilhando lá fora e ainda nem saí, a pobre da Tara (minha cadela) se não fosse o dono que a leva cedo antes de ir para o trabalho, estava tramada...
E pronto, vim aqui, porque isto é quase um ritual, falar-se para o além...começo a pensar que vir aqui e expor sentimentos, é quase como falar com o tão almejado "Deus"...não vejo ninguém, mas mesmo assim, entrego o que vai cá dentro....ヅ ツ ッ
E faz bem!!!
 Sempre fui desorganizada, em tudo, sou desarrumada, MAS sei onde está tudo, porque nem sei se feliz ou infelizmente, registo por memória fotográfica. Sempre funcionei com listas, com recados a mim mesma. Sou super distraída. E se passar por alguém e não cumprimente, não é má educação, é que sou muito distraída mesmo e ando quase sempre pensando em algo.
Não sei como é convosco, mas eu necessito como ar para respirar dos meus silêncios e solidões.
Sempre assim fui.  Mesmo mais nova sempre organizava a vida para andar a pé até ao trabalho.
Os 25 minutos  do percurso de comboio até Lisboa, eram preciosos.
 Evitava viajar com pessoas conhecidas, porque assim me tiravam o privilégio de ir embrenhada nos meus pensamentos. Nunca ia na mesma carruagem para sempre ir sozinha.
Lia, olhava o mar lá fora, fazia  notas para não me esquecer de tratar disto ou daquilo e aqueles minutos eram preciosos.

Muitas vezes em vez de apanhar um autocarro e depois o Metro ( este só em anos recentes veio até ao comboio), ia a pé. Claro que não podia ir a pé todo o percurso, vivo a 23 quilómetros de Lisboa, mais coisa menos coisa, e tenho de ir  de comboio. ッ   Chegava cansada, mas o dia corria sempre melhor.

Na verdade, isto de se trabalhar em casa e  se deixar ir por pequenos nadas....é um desatino.


Bom dia e bom final de semana... Que seja feliz o vosso dia, porque o meu, começou sorrindo! :)

Gena






terça-feira, 30 de agosto de 2016

Todos trazemos o dom da criação e somos capazes de fazer coisas incríveis





 Olá bom dia, boa tarde ou boa noite, quando  for hora de aqui  passar e ler.






Sou contra o uso de peles de animais nos acessórios. 
Infelizmente milhões deles são mortos diariamente para satisfazer a gula de muitos e a ganância de quem os cria de forma imprópria e selvaticamente. 
Especialmente nos países grandes, com milhões de habitantes, o horror está até a contaminar lençóis de água freática e a deixar as terras quase incultiváveis, como é o caso da Argentina. 
Não posso ser ecologista por um lado e protectora de animais, quanto mais não seja nas redes sociais e no espaço onde habito, para depois promover o uso de peles. 


As peles, são um horror pior do que o da criação de animais para alimentação do homem, só comparável ao do foie gras. Outro horror dos nossos tempos, que com o arrancar as penas dos patos em vida para encher sacos de edredões, será comparável a cortar as presas de elefantes ou rinocerontes, a acorrentar animais por décadas em cima de cimento, como é o caso dos Zoos,.... mas não só. 

Tudo o que acontece de mau na nossa sociedade, acontece geralmente pela mão de quem tem dinheiro, mesmo que este seja fruto de especulação, de maldade para com animais e outros seres humanos.
O homem vai acabar  por fazer desaparecer espécies de famílias inteiras como o esturjão, o peixe de quem são roubadas as ovas para fazer o caviar.
Dizia, não posso ser uma aqui com frivolidades de coisas para casa, moda e flores, conceitos de jardinagem e como ter um terraço mesmo que pequeno ou apenas varandins, como é o meu caso presente, mas ser indiferente ao que se passa no mundo.
Tenho muitas em mim, daí ter tanta afinidade com Fernando Pessoa, também eu amo muita coisa e por vezes até antagónicas, mas isso faz parte da nossa natureza, quando dentro de nós vive um mundo, o que não posso é esquecer que há horrores lá fora e por isso, aqui a promoção será sempre a do natural, a do que podemos fazer com as nossas mãos.



Esta página também não é uma auto promoção, eu não vendo nada, apenas ideias, por enquanto...:P
Mas quando queremos podemos e devemos fazer. Recordo que há uns vinte e muitos anos, numa casa onde vivi, e já com a minha prole de cinco rebentos, mandei fechar uma varanda grande. Para ficar com espaço para brincarem mas sem medos.
Não tinha máquina de costura e numa fábrica de luvas onde era tradutora, tinha comprado muito em conta, duas peças de tecido de forro de luvas, que tinha saído um pouco mais áspero do que seria normal para forro de luvas de pelica. 
Fiz à mão, em ponto de luva e nas zonas onde iriam agarrar os ganchos das calhas em ponto atrás, para uma varanda de 20m2 com 2,80m de altura...os cortinados todos.  Foram quarenta e tal metros de tecido, feitos com carinho  pormenor e como na altura não sabia usar dedal, valeram um dedo médio furado que levou quase um mês a sarar...
Não foi a minha única proeza. Fiz muitas do estilo. E este facto não é para me gabar, apenas para constatar que mesmo com filhos, emprego e uma vida, podemos fazer coisas, se quisermos.
 Uma das mais recentes, foi pintar uma cozinha coberta de azulejos, por etapas, creio que mostrei que temos de cobrir com primário, uma ou duas camadas, para depois  pintar. E nunca tinha feito tal coisa.

O mesmo aconteceu com a culinária. Tanta vez vi nas TV's programas com o B,  A - Bá, que acabei aprendendo, e tanto livro, tanta revista, se os lerem, não é para colocar na estante, é mesmo para ler...
Se eu aprendi e hoje cozinho bem, você também é capaz!!

Com o crochet e o tricot, bordar, aprendi com minhas tias em pequena.
Na costura fui vendo minha mãe, que verdade seja dita me ensinou, para a ajudar a ela.
No resto são curiosidades que se têm, depois de se ter aprendido as técnicas. Sempre fui boa aluna a desenho, desenho à vista, tinta da china, colagem e trabalhos manuais,   depois é aperfeiçoar e aplicar o que se aprende.




Por isso aqui, será a primazia para o manual, para o que podemos criar e até fazer em casa, construir com madeiras de demolição, de velhos móveis, de paletes, fazer novo com usado, recriar, pintar, patinar, forrar, e muito mais. Fazer quadros simples, pintar, fazer colagem.
Podia dar-vos exemplos diversos, mas a seu tempo os darei. 



Poucos de nós não trazemos o dom da criação, afinal nós somos a mais perfeita máquina que faz parte de uma muito maior, o Universo, perfeito, que é a mais bela e criativa obra que alguém ou algo criou.
Só não fazemos muitas vezes porque preguiçamos, porque deixamos andar, porque alguém nos fundiu o fusível da paciência.





 Um pouco de mim, porque quem aqui passa merece saber quem sou,  o que penso e defendo.

Boa continuação de semana!!

Já agora, quem quiser, é aqui que me encontra com a página dos diversos blogues :

https://www.facebook.com/profile.php?id=100004232709567

E aqui no Pinterest :

https://pt.pinterest.com/GenaResende/








sábado, 27 de agosto de 2016

Cozinhas pequenas - mesas alternativas - mesas de parede

Bom dia,Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
Sábado sereno e de paz para todos os que me visitam.



.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.*☆*.¸¸.*♡*.¸¸.




Um bom fim de semana a todos. Por aqui ainda  bom tempo.
Este ano pouca praia fiz mas, tal como refere a minha médica, férias não são praia....poucas, curtas e com demasiado calor. Insuportável andar seja onde for com mais de 30 graus Celsius.
Talvez tenha mais  sorte nos próximos dias de férias, já no outono.

Tal como tinha prometido, ideias para comer na cozinha, mesmo em cozinhas minúsculas.



Boa ideia esta, até com prateleiras para arrumação.

  

Que se arruma num cantinho depois de fechada.


Ideia de como se faz.
 Esta está fechada e tem uma perna que prende a mesa na horizontal.

 Pode até estar fixa, estilo prateleira mas a 76/78 cm do chão, que é a altura que deve ter uma mesa.


O facto de ser uma mesa de parede, de abrir e fechar, não quer dizer que você não coma sentado e não goze a vida. 

Ocupam pouco espaço e são uma boa alternativa.




Modelo de Wally Clei


 Muitas ideias para quem falta de espaço na cozinha. Mesas alternativas, mesas de parede.


Gosto bastante desta solução. Podem comer duas e talvez até três  pessoas, sentadas em bancos também eles de empilhar ou fechar.Apartamento na Ucrânia do arquitecto Denis Svirid.


Esta é sem dúvida uma óptima solução. E pode ser também ajuda ao cozinhar.




Muito interessante este modelo.Gostei essencialmente da ideia do banco de parede. Modelo Casa e Jardim


 Há sempre uma solução, nós é que precisamos dar asas à imaginação.  Mesa antiga de campismo. Abre-se e fecha-se ๑㋡๑ E funciona há anos!! esta é de minha prima, cuja cozinha é menos que  mínima.

Todas as imagens acima  via Pinterest.com/mesasdeparede/