sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Casas de gente jovem


Este post é já antigo, mas é um dos mais lidos.
Afinal o lema  deste blogue é mesmo  partilhar e  reformular tudo  o que mais gostaram.
Este  post era de Junho de 2011 e está como podem verificar, actualíssimo!! ´

Conheço quem não aprecie as casas deste estilo, ao contrário de mim, quanto mais velha fico, mais  gosto  de tudo o que é simples e claro, reciclado e jovem.
Há quem aprecie mobílias inteiras todas a condizer, isso comigo seria impensável até porque gosto de muita coisa diferente. Adoro misturar estilos e criar o meu próprio.

Por isso cá está de novo para que possam ler, mal aqui chegam

A decoração contemporânea está muito relacionada com o despojamento de grandes floreados e casas muito cheias, com muitos ornamentos,  etc.
Pelo contrário, compreende divisões arejadas, de linhas mais ou menos puras, muitas vezes monocromáticas, simples e por vezes minimalistas.
Depois há quem misture os diferentes estilos.
Assim como se usa o despojamento de acessórios, também há o contemporâneo barroco, o contemporâneo vintage, reciclado, recuperado, patines, pintado, etc.

Hoje vou mostrar-vos as casas jovens, amplas, arejadas e quase minimalistas.
Muitas vezes associadas a baixos recursos económicos pelos media, mas que em nada tem a ver com isso, já que representa tal como o vintage, uma filosofia de vida, mas onde os bens materiais são apenas os essenciais, enquanto que no vintage se associa ao reciclar e usar móveis antigos e outros recuperados, misturados com novos e com acessórios que enriquecem e "aquecem" o ambiente. apesar de num novo conceito, procurando a sustentabilidade, neste estilo, é mais a luz, o espaço e a funcionalidade que contam.
Os contemporâneos de linhas simples, podem também usar objectos antigos, mas num conceito de simplicidade e despojamento.


Aqui com apenas duas cadeiras antigas

Espaços abertos "clean"

Mais um exemplo


Poucos acessórios, apenas os indispensáveis

Quase monocromático

Quarto minimalista do Ikea.

Áreas abertas, sem portas.

Espaços amplos e abertos

Cozinhas simples, apenas com um pequeno banco vintage, como apontamento

Muitas vezes móveis de exterior usados dentro da casa,  por serem mais duráveis e simples

Tudo muito simples

Também aqui um apontamento de um candeeiro mais retro, um telefone anos 80 e uma pequena parede em vermelho

O branco impera, mas pode também ser o preto, preto e branco ou cinzas.

Casa de banho ultra minimalista.

Lareira muito simples e despojada de floreados.

Um estilo tal como referi, que não pertence apenas aos jovens e  esteja a ser adoptado por todas as camadas etárias, particularmente de uma elevada craveira intelectual.


Ideias essencialmente Ikea Family


Um abraço e até amanhã ou quando der. Bom fim de semana!!

Sem comentários: