domingo, 15 de novembro de 2015

Domingo de paz a todos

 Bom dia, 

Estive uns dias sem aparecer, sinceramente senti que o mundo estava desabando. Bem sei que todos os dias há pessoas que morrem em inúmeros sítios do mundo, em ataques de gente má e traiçoeira que visa apenas a aniquilação de etnias, o tomar de territórios, o perpetuar o terror e subjugar os seus semelhantes, tantas vezes tendo como justificação a sua interpretação do que consideram o seu deus.

Num pequeno período de tempo em inúmeros locais do mundo centenas de pessoas foram barbaramente assassinadas. Líbano, África do Sul, Papua oeste,Gaza, Paris. 
O homem aniquilando o seu semelhante em nome da religião, mas o que está subjacente é sempre matar, seja em nome de Deus, ou pela ganância pelo poder, seja perpetuando a violência e o mal sobre crianças e mulheres, sobre os desfavorecidos, sobre o modo de vida e cultura de um povo aberto ao mundo, como aconteceu em Paris no passado dia treze. 
Precisamos repensar a vida e viver cada dia como se fosse o nosso último, nunca adiar o bem estar interior, a paz, as pequenas coisas da vida porque são elas que fazem a felicidade.

Desejo a todos um domingo de paz e uma semana de certezas e pequenas e muitas alegrias. 
Triste é a vida de quem não quer o bem do seu semelhante, de quem maltrata pessoas e animais, de quem vive sem um coração dentro do peito.

Domingo de paz, amigos que fielmente aqui passam quando podem e lhes apetece. Porque esse é o lema da vida. Fazermos o que gostamos e não forçar ninguém a ser ou a gostar do que à partida não gosta e não lhe interessa.


Um abraço sentido e forte, um abraço de humanidade!




Sem comentários: