segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Forrar paredes a papel


Para quem é arrivista e inconformado com os ditames de uma sociedade, algo caduca e assente num neo liberalismo desenfuriado, aqui vai uma ideia para forrar as paredes de sua casa.
Evidente que depois de as forrar, terá de passar verniz, com rolo. E isto porquê? Qualquer tipo de papel, é  uma fonte de atração de poeira e pior, de humidade. Ao passar um verniz próprio para papel, como o que se usa para trabalhar o papel maché, não só dará uma certa impermeabilização à matéria prima que está  a usar, como lhe dará posteriormente, viabilidade de limpar as paredes com um pano húmido, sem estragar o papel.











Pode usar capas de revistas, revistas ou livros. Quantos de nós não tem livros, por exemplo de física ou botânica, culinária, por vezes até repetidos. É usar a imaginação, deixá-la fluir, e criar um ambiente só seu, único.
Esta ideia foi-me dada pela Constança Cabral, do "saídos da Concha", a designer criadora  das artes de costura, actualmente a viver na Inglaterra. A Constança gostaria de poder forrar uma casa de banho com folhas de um lindo livro que comprou numa quermesse. Aqui fica o que pode ser o resultado.
O verniz a usar, pode ser brilhante ou mate. Pessoalmente gosto mais do mate, é mais discreto.
Ah, e não forre a casa toda. Quando eu era mais nova, existia em Cascais uma "Boîte" toda forrada a jornal e revista. Na altura fez furor. Era o Caixote... não sei se alguém que me lê se recorda.
Bons anos!

ideias de bonekinhadelate e home-boxer

Sem comentários: