quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Ideias para decorar a casa do Apartment Therapy

Olá meus queridos, boa quinta- feira. Parece que aqui por terras portuguesas, o tempo de inverno vai voltar. Dizem que hoje vai chover...veremos. Mas chova ou não, o que importa é vocês terem o sol bem alto e luminoso dentro do vosso coração.

As ideias dos criadores do Apartment therapy, são inúmeras, tantas como os designers que dão as suas ideias e o site difunde.
Tirei algumas ideias que julgo de interesse para qualquer pessoa, visto que andamos sempre a tentar melhorar a nossa casa, de preferência de forma económica e prática.
A razão deste post e porque vos mostro fotos destas decorações, é porque elas fogem de facto ao que é convencional. Isto é, geralmente vemos nas revistas e livros de decoração, tudo muito arrumadinho, muito cuidado, com móveis de ultima geração. Aqui todos os móveis são usados, já com alguns anos, mas em decorações vanguardistas.
Por estas fotos nós temos a certeza de que estes espaços são vividos, usados e fogem aos parâmetros porque são misturados  móveis antigos, modernos, fotografias nas paredes misturadas com pintura, uma parede em tinta preta para poder ser usada pelas crianças, quartos confortáveis e simples, etc.


Tecidos coordenados, e uns quadros feitos com um padrão, pode ser em tecido ou papel de parede.


Um quarto que pode ser também um escritório.


Espaço de repouso e leitura, num pequeno apartamento.


Mais uma quarto muito simples, mas não deixa de ser confortável.


Nova vida a um candeeiro esquecido no sótão, pintou-se de branco e colocou-se um abajour num tecido de moda. O cadeirão também foi forrado, mas  é antigo.


Vários estampados coordenados, diferentes mas que não chocam entre si.

Aproveitamento de um espaço, para um quarto de visitas. Para dar privacidade correm-se os cortinados.


Ideias para as almofadas de casa. Com esta podem surgir-nos outras.


Uma sala de tamanho médio, parece enorme porque foi colocada uma parede em espelho. Todos os móveis são já usados com algumas décadas de vida, mas reformados.


Forrou-se uma velha cabeceira de cama  num belo tom esmeralda e colocou-se uma colcha florida. Pintou-se a mesinha de branco e eis um quarto primaveril.


Sala para ser vivida por crianças e adultos. Espaço de refeição e espaço lúdico e de brincadeiras.


Apartamento pequeno, onde se conseguiu encaixar um espaço escritório por trás da TV. O móvel que tem a TV tem tripla funcionalidade, divide espaço, guarda os aparelhos e suporta a TV.


Quadros e fotos misturam-se pelas paredes criando um ambiente único.



Quarto de brincar ou escritório onde se aproveitam móveis já antigos. As paredes num tom clarinho e um tapete bem alegre criam uma decoração diferente.


O novo conceito de decoração, particularmente utilizado pelos mais jovens onde se reutilizam paletes, caixotes de madeira etc. Todos os móveis são vintage.

Este quarto  tornou-se num espaço primoroso, porque se forrou a cabeceira da cama se colocou um quadro sobre a secretária e se fizeram dois almofadões com o abecedário, para enfeitar a cama. Cadeeiros arte nova completam o ambiente.


Cadeirões vintage, uma capa da revista Life aumentada e a servir de quadro, recordando o tempo das Grandes Guerras, estatuetas, candeeiros e moveis baixos, uma decoração que pode durar décadas, estará sempre na moda porque é um clássico contemporâneo.


Uma sala simples, com a tv sobre a lareira (para mim é muito alta, mas hoje encontram-se muitos exemplos de tv colocadas assim). Isto transmite-nos a ideia de que ela, Tv, deixou de ter o lugar de protagonista.

Mistura de estilos, torna esta sala muito sui géneris e alegre.


 Uma cozinha, com espaço para refeições onde salta à vista o frigorifrico azulão, num espaço quase todo branco.


Uma cabeceira corrida, uma colcha de cetim, sobre a cama, serigrafias, e eis um quarto diferente, quanto mais não fosse pelas janelas.


Uma escada, reutilizada para pendurar tachos e caçarolas.


Um espaço de refeição à boa maneira  dos cafés americanos.


Móveis retro numa decoração contemporânea.


 Pouffs de tecidos estampados, em cores que se coordenam na decoração, e uma fotografia de pai e bebé, em pose diferente, subaquática, tem o destaque. mais uma vez uma mesa de vidro dos anos 50.


Mais uma espaço de refeição aconchegante à maneira "antiga"


Um belo sofá capitoné e móveis retro. Este é bem o exemplo do teor do que escrevi acima, uma nova forma de dispor os móveis que foram reformados e têm nova vida.


Uma mesa muito fora do vulgar, é o ponto central da decoração. Quadros enchem as paredes.


Mais uma vez, quadros e fotos a decorar paredes são os elementos mais decorativos. Um dos quadros de John Fitzerald Kennedy, presidente dos Estados Unidos e assassinado em Dallas.


Pequenos nadas como estas flores de cartão, pintadas de branco e que parecem borboletas a voar.
Espero ter escolhido bem o que tentei explicar-vos acima. Mas não precisamos ter móveis de preços exorbitantes, deitar fora um candeeiro porque tem o abajour velho, usar moveis muito estereotipados, etc.
Por estas fotografia verificamos que as misturas até ficam bem. Que podemos forrar um abajour num belo tecido florido e fazer uma almofadas para fazer um conjunto.
Um qualquer caixote de bebidas, em madeira pode servir de mesa de apoio.
Há crianças em casa, pintar uma parede, fingindo que é uma ardósia e deixá-las desenhar, com giz branco ou de cor, dando asas à criatividade que todas as crianças têm. Há tintas próprias e até com teor magnético, para agarrarem fotos e pequenos imans.

O conceito de decoração tem vindo a mudar e está cada vez menos dentro de parâmetros fechados.
Cada vez mais as casas são para estarmos, para ter a família e poder estar à vontade. De forma confortável, simples e alegre. Também se está cada vez mais a dar valor aos objectos, que até há pouco tempo atrás eram considerados "lixo" "ultrapassados" etc. Nos países mais desenvolvidos, há lojas que comercializam móveis usados para todos os preços, onde os decoradores e designers vão buscar inspiração.
O "vintage" está cada vez mais na moda. Hoje ter-se cadeiras dos anos 50 é um "must".

Felizmente os designer estão cada vez mais preocupados no reciclar, reutilizar, renovar.
Foi uma das razões porque escolhi estas fotografias que se repetem aos milhares nos sites de costureiros, decoradores e designers.
Porque hoje temos de ser mais conscientes. Se quer mudar a sua casa, não deite fora os móveis que possui. Venda-os, ou tente reformar alguns e dê ou troque os outros, desse modo estará a preservar de forma consciente o planeta, as árvores e florestas e o seu bolso!


Beijocas e até amanhã.

Sem comentários: