segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Viver clássico


Viver   clássico ou antigo recuperado! Nada  mais sustentável.

Nestes últimos anos, dadas as crises económicas mundiais, estas  têm levado  a novos conceitos, a repensar melhor o dinheiro e não como até aqui, usar e deitar fora. O planeta não ia aguentar.

Hoje,  os que se preocupam com a sustentabilidade do planeta, vivem de outro modo, onde a reciclagem e o uso de móveis antigos com novas "roupagens", tem vindo a  firmar-se. Em todo o mundo surgiu o gosto pelos objectos reciclados, o vintage e as misturas de estilo, a recuperação e a reconversão de móveis.
Usam-se até madeiras de demolição para fazer móveis novos e até para revestir paredes.





Se quer ter uma casa onde se respira a sustentabilidade, pense em reformar, recuperar e reutilizar  móveis, acessórios, tecidos. Aprenda a fazer os acessórios de decoração. Pratique as artes manuais, recicle, recupere.
Vai ver que vai gostar e se sentirá muito orgulhosa de si mesmo.
Veja os exemplos de ambientes com esse espírito.




Dar uma roupagem nova às molduras pode passar por forrá-las a tecido ou pintar as mesmas.


Um belo exemplo, uma cama antiga, escura que foi recuperada tirando os pés da mesma e opintada de branco mate.



Quem disse que não se pode usar papel de parede na cozinha'?



Móveis antigos, novas utilizações, novos contextos.


E o vintage convive muito bem com linhas direitas. Ganha até algum realce. Repare na pequena banqueta e no espelho. Ficam lindamente.









Bem antiga, foi-lhe dada uma pintura e usou-se o método da patine, para parecer envelhecida.


Tudo se pode reciclar, até as casas.





Ideias de inspiração não faltam.



Mais uma vez foi usada a técnica da pintura imitando o encelhecimento do móvel.






   

 Inúmeras ideias para copiar e imitar. Como vê o azul turquesa claro está na moda. É uma das minhas cores favoritas. Boas decorações.

Imagens de reprodução, via Pinterest, via Micasa, via Casas de Campo, via House of Turquoise, via Coastal Living e via  Better Homes and Gardens.

Sem comentários: